Yoga na Gravidez, Parto e Pós-parto

A gravidez, o parto e o nascimento de um filho são os acontecimentos mais profundos – fisica e emocionalmente – que afectam a vida de uma mulher.

A prática de yoga providencia os meios de criar o equilibrio entre interiorização e a entrega que a deixa responder aos desafios de cada momento durante este tempo.  A interiorização permite-a explorar as emoções e as mudanças no corpo, trazendo uma consciência mais clara de si e do seu bebé. A entrega ajuda-a a viver plenamente cada momento, sem medo, permitindo que vá ao encontro de um equilíbrio emocional e um sentido de bem-estar pronto para o parto, nascimento e além.

Tal como em qualquer aula de Yoga, começamos com exercícios simples de respiração, seguidos por um período de aquecimento, antes de seguir com as posturas (asanas) que são adaptadas consoante a necessidade da mulher durante este tempo da sua vida. Durante toda a aula os movimentos são feitos suavemente e sem forçar o corpo, deixando tudo fluir com naturalidade.

Aprofundar a respiração é muito importante no yoga e se nos lembrarmos que a grávida está a respirar por dois, é fácil perceber o enfase que lhe é dado nesta altura. Alterar conscientemente a respiração é uma técnica utilizada para acalmar a mente ajudando a lidar eficazmente com as emoções durante a gravidez e as contracções durante o parto.

No fim da gravidez, serão sugeridos movimentos pequenos e alongamentos suaves, seguros para fazer logo após o parto – uma hora depois de um parto vaginal ou depois de retirar os drenos após uma Cesariana – para ajudar na sua recuperação.

Provavelmente, sentir-se-á entusiasmada para começar exercícios abdominais para firmar o abdómen, contudo devia fortalecer o pavimento pélvico antes de passar para exercícios mais avançados para o abdómen. Nas primeiras seis semanas a respiração profunda ajuda tonificar os músculos pélvicos e a promover o relaxamento numa altura quando o descanso é reduzido.

Os alongamentos da recuperação pós-parto podem ajudar a recuperar a postura, fechar o abdómen depois de dar à luz, e podem prevenir a incontinência ou prolapso do útero.  São adaptados de modo que o bebé pode fazer parte da prática, permitindo assim uma interação e o desenvolvimento continuo dos laços entre mãe e filho.  O enfase da prática para a mãe é no realinhamento da coluna e fortalecimento dos músculos para ajudar a recuperar uma boa postura e aumentar a energia.

Quanto mais pratica os passos da recuperação pós-parto quanto mais benefícios terão, mas não forçar e não fazer nada que seja desconfortável. Confie no seus instintos e construa a sua prática gradual e sensatamente – lembre-se que devagar se vai ao longe.  O seu corpo agradece-lhe!

cropped-canstockphoto15455872.jpg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s